Logo Prefeitura Sinop

Seja Bem Vindo, 22 de Julho de 2017
Av. das Embaúbas - Nº 1386/ Centro, Sinop - MT
Telefone: (66) 3517-5200 Atendimento: 07:00 às 13:00 horas

Prefeitura orienta condutores a não utilizarem celular no trânsito
De acordo com a OMS, todos os anos aproximadamente 1,3 milhão de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante.
Publicado em: 14/07/2017 ás 11:42:00 Fonte: Assessoria da Prefeitura

Quem cultiva o hábito de usar o celular no mesmo momento em que conduz algum veículo automotor nem sempre tem consciência do risco que corre. O número de flagrantes nas vias de Sinop tem chamado a atenção da Secretaria Municipal de Trânsito. É consenso que boa parte dos motoristas faz uso do aparelho, seja para mensagens ou ligações, enquanto dirige ou até mesmo quando pilota motocicletas.

“Mesmo a blitz punitiva ou orientativa, de longe o motorista vai avistar os cones ou guardas. Então, quando o condutor passa pela blitz com o celular é porque a falta de atenção está muito grande, assim já dá pra percebe o quanto o celular prejudica, porque ele (motorista) nem disfarçou, porque não avistou de imediato”, é o que explica a guarda civil municipal e coordenadora do Departamento de Educação para o Trânsito, Sara Oliveira Borges.

Segundo a coordenadora da educação para o trânsito, a distração dos condutores aumentou ainda mais com o avanço da tecnologia móvel, pois as pessoas falam ao celular, enviam mensagens e consultam a internet. Para burlar a fiscalização, utilizam-se do  viva-voz ou usam o bluetooth (quando a voz de quem chama é enviada diretamente para o sistema de alto-falantes do veículo).

“Das infrações cometidas na rua, hoje em dia, a utilização do celular ao dirigir é grande, não só nos carros, mas de moto também. Não sei como conseguem, mas tem uns motociclistas que ficam com o celular dentro do capacete”, explicou a guarda civil.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos aproximadamente 1,3 milhão de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante. Dos sobreviventes, cerca de 50 milhões vivem com sequelas. O levantamento foi feito em 2009 em 178 países. Além disso, o trânsito é a nona maior causa de mortes do planeta.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás da Índia, China, EUA e Rússia. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, foram registrados 37.306 óbitos e 204 mil pessoas ficaram feridas.

Estudos internacionais

Um estudo feito pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos (NHTSA) aponta que digitar mensagem de texto ao volante aumenta em 23 vezes o risco de acidente. Quem faz uma simples chamada fica quase seis vezes mais exposto.  O levantamento indicou ainda que a possibilidade de ocorrer um acidente aumenta em 400%, quando se utiliza o celular. Um risco muito maior do que o causado pela embriaguez, afirma a pesquisa.

Principais causas

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Brasil, entre as principais causas dos acidentes com mortes ocorridos em 2016 estão falta de atenção (30,8% dos óbitos registrados); velocidade incompatível (21,9%); ingestão de álcool (15,6%); desobediência à sinalização (10%); ultrapassagens indevidas (9,3%); e sono (6,7%).